Quotas em atraso de vida

ndc_fiscoAs quotas em dívida são um dos maiores problemas dos condomínios.
Se pensa que a razão principal deste incumprimento se deve à falta de liquidez dos condóminos, desengane-se.

Tem-se constatado que a maior causa do não pagamento das quotas ao condomínio é o facto de os condóminos utilizarem este incumprimento como “vingança” por mal entendidos, desacordos, protestos referentes a inconformidades ou ilegalidades, mau uso de partes e equipamentos comuns por parte de condóminos, mau estar provocado por alguns vizinhos, inércia do administrador na resolução de problemas, ou simplesmente demonstração do “mau feitio”.

Pois bem, o não pagamento das quotas atempado como resposta a estas questões é como querer apagar um fogo com gasolina, na medida em que só vai as vai agravar.

Desde que o orçamento anual do condomínio tenha sida legalmente aprovado, não há nenhum motivo que fundamente o não pagamento da quota. Tal atitude é um tiro no próprio pé, já que as acções judiciais para cobrança de quotas em divida estão cada vez mais facilitadas e céleres.
Quem dá importância aos protestos, reclamações ou reivindicações de um condómino que não paga as quotas? A resposta que se ouvirá é… certamente a que está a pensar.

O assunto merece reflexão principalmente para que os incumpridores não se tornem naquilo que não querem que os seus vizinhos sejam.
Se pretende fazer prevalecer a sua ideia ou vontade, então faça-o pelo bom exemplo e pela importância positiva que tem no condomínio.
Afinal, no condomínio todos têm um interesse comum: viver em harmonia e segurança.

Viver bem onde se mora depende da disposição de cada condómino para ser assertivo, participativo, e cumpridor dos seus deveres.

Etiquetas: , ,

8 Respostas to “Quotas em atraso de vida”

  1. Manuel Pinto da Silva Says:

    Sou condómino da *******. Concordo plenamente com o escrito.
    Sugiro que a ******** envie este artigo a todos os Condóminos do do prédio acima referido, acrescentando que, sendo as despesas do condomínio de carácter mensal, o encaixe das receitas também o deverá ser.
    Existem neste prédio casos de desleixo, capricho e má vontade em respeitar algo que faz parte do bem comum.

  2. Paulo Saraiva Says:

    Este é, na verdade, um assunto complicado que requer a ajuda de especialistas.

    Como pode a LDC ajudar numa situação destas?

    Obrigado

  3. Helena Portugal Says:

    Sei que os casos de desleixo referidos no comentário anterior, são uma constante em muitos condomínios. É preciso arranjar forma de envolver e responsabilizar as pessoas, realizando regulamentos internos do condomínio discutidos por todos e promovendo oportunidades para os vizinhos para se conhecerem.
    Creio que muitos dos problemas existentes nos condomínios aparecem por causa da impessoalidade em que se vive.
    Uma coisa é falar em vizinhos, outra é falar da D. Ana que teve um bébé a semana passada, o Sr. António que foi despedido…
    Havendo um relacionamento próximo, “qb”, fica-se mais sensivel aos outros, ao condomínio e consequentemente à necessidade de intervir, participar e cumprir os deveres de condómino.

  4. Antonio Lima Says:

    Sou condómino e agradecia que enviasse ao Administrador do meu condomínio este artigo que, apesar de pertencer à LDC, não faz cumprir o regulamento do mesmo,não aplica o estipulado (multas) e acordado por todos em assembleia;pior ainda, estão as contas do exercício dos dois últimos anos por fechar,devido ao não pagamento de quotas(2008) por parte de condóminos E ao não pagamento das custas do tribunal(2007) por parte de outro condómino, não informando o que foi ou está a ser feito para fazer cumprir os pagamentos. obrigado

  5. Helena Portugal Says:

    Quanto a esta questão, a LDC tem em primeiro a preocupação de perceber qual o motivo que leva ao não pagamento atempado das quotas. Sempre que possível , estabelece um acordo de pagamento que possibilite ao condómino ir cumprindo a sua obrigação para com o condomínio.
    Facilitamos ao máximo os meios de pagamento para que o condómino o possa fazer de forma segura e sem custos acrescidos, na internet, CTT, Payshop, Debito em Conta, Multibanco, ou em qualquer uma das lojas existentes.
    Se ainda assim, o condómino não cumprir, então terse-á de lançar mão dos meios adequados, como o recurso aos Julgados de Paz, e/ ou Tribunal Judicial.

  6. Ana Paula Damaso Says:

    aind de bem que os senhores expoem esta questao de quotas em atraso ,no predio onde eu moro somos 5 moradores e so 2 pessoas pagam o condominio ,acho isto muito injusto ,ate porque nao vejo a a enpresa tomar nenhumas medidas para isto ser resolvido ja a um atraso de 2anos ,quotas e pintura do predio gostava de ouvir uma opiniao,obrigado Paula,Santiago do Cacem.

  7. apeles diogo silva saude Says:

    Todos falam do incumprimento do pagamento das quotas, mas ninguém
    referiu quanto aos direitos dos não pagadores: será que têm direito de voto nas Assembléias?

  8. Claudio Says:

    Prezados Senhores,
    Sou Síndico, temos um proprietário em débito, há 03 anos, solicito orientação, sobre como agir dentro da lei, contra o mesmo.
    Atenciosamente
    Claudio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: